Cemitério São João Batista

O Cemitério de São João Batista é uma necrópole municipal localizada no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro, administrada pela Concessionária Rio Pax. Único da zona sul da cidade, é um dos mais ornamentados do país, com centenas de ricos mausoléus e artísticas sepulturas. Pela grande quantidade de artistas, escritores, atletas, ex-presidentes e outras celebridades ali sepultadas, o São João Batista é conhecido como "o cemitério das estrelas". Personalidades como Cândido Portinari, Santos Dumont, Olavo Bilac, Graciliano Ramos, Carmem Miranda, Cazuza, Tom Jobim, Clara Nunes, Chacrinha, Vicente Celestino, Nelson Gonçalves, Didi Folha Seca, Marechal Rondon, Presidente Dutra e o Mausoléu da Academia Brasileira de Letras, estão entre os mais visitados, inclusive por turistas e pesquisadores de outros países. Um verdadeiro museu a céu aberto! Conheça o Projeto Cultural.

 

Evaldo Braga (Campos dos Goytacazes, 26 de maio de 1945 — Areal, Rio de janeiro de 1973) foi um cantor e compositor brasileiro de música brega e black music.
Quinto ocupante da Cadeira 1, eleito em 16 de abril de 1998, na sucessão de Bernardo Élis e recebido em 11 de agosto de 1998 pelo Acadêmico Josué Montello. Recebeu o Acadêmico Raymundo Faoro em 17 de setembro de 2002. Evandro Cavalcanti Lins e Silva nasceu em Parnaíba (PI) em 18 de janeiro de 1912 e faleceu no Rio de Janeiro em 17 de dezembro de 2002. Filho de Raul…
Guinle é uma família tradicional da elite financeira e social carioca desde a primeira década do século XX, quando o patriarca Eduardo Pallasim Guinle, Francisco de Paula Ribeiro e Cândido Gaffrée fundaram a Companhia Docas de Santos. Guinle, falecido em 1912, deixou uma fortuna estimada em 40 000 000 000 de reais a seus descendentes. Gaffrée, que morreu em 1919 sem deixar herdeiros, também deixou sua parte nas empresas aos…
Segundo ocupante da Cadeira 16, eleito em 11 de maio de 1912, na sucessão de Araripe Júnior e recebido pelo Acadêmico Sousa Bandeira em 14 de agosto de 1913. Recebeu o Acadêmico Constâncio Alves. Félix Pacheco (José F. Alves P.), jornalista, político, poeta e tradutor, nasceu em Teresina, PI, em 2 de agosto de 1879, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 6 de dezembro de 1935.
Fernando Tavares Sabino (Belo Horizonte, 12 de outubro de 1923 — Rio de Janeiro, 11 de outubro de 2004) foi um escritor e jornalista brasileiro. Aos 14 anos publicou seu primeiro conto, que saiu na revista da polícia mineira. Passou a escrever crônicas para a revista Carioca, que promovia um concurso permanentemente – o qual vencia com frequência, tanto que chegava a receber o dinheiro adiantado justo por causa de…
Francisco de Morais Alves (Rio de Janeiro, 19 de agosto de 1898 — Pindamonhangaba, 27 de setembro de 1952) foi um dos mais populares cantores do Brasil.
Francisco Alves de Oliveira (Cabeceiras de Basto, 1848 - Rio de Janeiro, 29 de junho de 1917) foi um livreiro luso-brasileiro. Veio para o Brasil jovem e sem recursos, estabelecendo-se no Rio de Janeiro, onde depois de algum tempo fundou a Livraria Alves, que chegou a ter filiais em três estados, editando com sucesso obras didáticas.
Emílio Garrastazu Médici (Bagé, 4 de dezembro de 1905 — Rio de Janeiro, 9 de outubro de 1985) foi um militar e político brasileiro. Foi Presidente do Brasil entre 30 de outubro de 1969 e 15 de março de 1974, durante o regime militar do país. Obteve a patente de General de exército. Seu período na presidência ficou conhecido historicamente como Anos de Chumbo.
João Manuel de Lima e Silva (c.1805 — São Borja, 29 de agosto de 1837) foi um militar e revolucionário brasileiro. Proveniente de uma tradicional família de militares, era tio do Duque de Caxias, apesar de dois anos mais jovem. Casado com Maria Joaquina, irmã do também farroupilha coronel José de Almeida Corte Real.
Polidoro da Fonseca Quintanilha Jordão, o visconde de Santa Teresa, (Rio de Janeiro, 2 de novembro de 1802 — Rio de Janeiro, 13 de janeiro de 1879) foi um general e ministro brasileiro, marcante personagem das guerras dos Farrapos e do Paraguai. Era filho do coronel João Florêncio Jordão.

Idiomas

Portuguese English French German Italian Spanish

Entre para Comentar ou Administrar

Ou entre direto com sua conta do

Ainda não tem registro? É simples! Registre-se

Busca